Tuk Boleias transportou mais de 100 mil pessoas no Hospital de Matosinhos

O Tuk Boleias tem seis lugares e é um projeto da Câmara Municipal de Matosinhos, no distrito do Porto, e do Hospital Pedro Hispano, que arrancou a 23 de novembro de 2015 de forma experimental, tendo depois sido prolongado até então, com o objetivo de resolver queixas diárias de utentes que têm dificuldades em fazer a pé a subida íngreme da rampa de acesso à unidade de saúde.

O custo de funcionamento é de 28.750 euros anuais, investimento assegurado e dividido, de forma igual, entre a Unidade Local de Saúde de Matosinhos (ULSM) e a autarquia.

Realçando o “importante” serviço que o Tuk Boleias tem prestado à comunidade, o vereador da CDU frisou que este faz “a diferença” na vida das pessoas.

Durante quase 20 anos, os utentes desta unidade de saúde tiveram de passar pelo “martírio” de subir a “íngreme” entrada do hospital em condições muito debilitadas, na sua grande maioria, sublinhou.

José Pedro Rodrigues, que também assume o pelouro da Proteção Civil, realçou ainda a postura “humana e solidária” do motorista do veículo que, diariamente, “também faz a diferença na vida de quem tem de frequentar este local”.

O Tuk Boleias começou por ser provisório até existir uma solução definitiva.

Fontes: noticiasaominuto

Publicações Relacionadas

Deixe um comentário