Matosinhos vai acolher Centro Tecnológico da Ferrovia

O ministro das Infraestruturas e da Habitação avançou esta segunda-feira que será lançado “dentro de alguns meses” um Centro Tecnológico da Ferrovia em Guifões, concelho de Matosinhos, o qual pretende ser “um dos principais da Europa”.

Em declarações aos jornalistas em Matosinhos, e ao lado da presidente da câmara local, Luísa Salgueiro, Pedro Nuno Santos disse que está a trabalhar para “criar em Guifões, Matosinhos, não só o principal centro ferroviário nacional, mas se as coisas correrem bem, um dos principais centros ferroviários da Europa”.

“Dentro de alguns meses pretendemos abrir um Centro Tecnológico da Ferrovia. Já se produz conhecimento na área, mas queremos criar mais condições para entre empresas privadas, a academia, a CP, a IP [Infraestruturas de Portugal], conseguirmos pensar a ferrovia de forma avançada”, disse o governante.

O ministro das Infraestruturas e da Habitação visitou o parque oficinal de Guifões da CP – Comboios de Portugal para conhecer o andamento da requalificação das 51 carruagens adquiridas à Renfe, de Espanha, num investimento de 1,65 milhões de euros que se multiplicará em sete ou oito milhões se somado o trabalho de recuperação.

O governante elogiou o trabalho da CP e dos trabalhadores das oficinas de Guifões, recordou que visitou a fábrica que agora acolhe as carruagens que vão servir os comboios intercidades e linhas regionais em 15 de janeiro para a inaugurar, sendo que nessa data estava “vazia e agora na máxima força”, disse.

“Era uma oficina encerrada e agora é uma oportunidade de negócio. É importante que de cada decisão pública que os governos tomem se pense como é que dali pode vir desenvolvimento. Não devemos estar sistematicamente a queixar que ganhamos pouco e não dar o passo em frente e dar o passo em frente é arriscar e trazer outro tipo de atividades”, referiu.

Pedro Nuno Santos concluiu que Portugal “também quer fazer comboios”: “Portugal tem capacidade para fazer muto mais do que alguns pensam”, concluiu.

Fontes: tsf

Publicações Relacionadas

Deixe um comentário