Histórico Titan de Leixões regressa ao molhe no verão de 2021

O restauro e a reinstalação do histórico Titan de Leixões, em Matosinhos, deverão estar concluídos no verão do próximo ano, anunciou esta sexta-feira a Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL). O investimento, orçado em cerca de dois milhões de euros, vai possibilitar a visita à infraestrutura.

A intervenção de restauro marca o arranque da criação de um percurso expositivo, no molhe sul do Porto de Leixões (percurso que liga a via pública ao Terminal de Cruzeiros), que vai conter diferentes peças que refletem a memória viva de Leixões, das inovações industriais e das pessoas que fazem parte da história deste porto. “Anunciamos o que há muito havíamos prometido: vamos devolver à cidade de Matosinhos e a todo o seu litoral aquela que é uma memória paisagística da nossa costa. O valor patrimonial do Titan é inegável e, por isso, será visitável por todos num percurso que se pretende que integre os passeios das famílias, as visitas das escolas e as rotas dos turistas”, afirmou Nuno Araújo, presidente da APDL.

A intervenção, que se estima que esteja concluída no verão de 2021, “vai culminar com uma exposição de obras de arte, da curadoria da professora Laura Castro, com fotografias do processo do renascimento do Titan, de autoria de Sérgio Jacques, com a produção de uma obra de arte assinada por Sobral Centeno e, ainda, com a edição de um livro-catálogo”, acrescenta a APDL em comunicado.

O Titan é um grande guindaste de ferro, único no mundo, que tinha a capacidade de levantamento de 50 toneladas de pedra e que permitiu a construção do maior porto artificial português. A recuperação do equipamento poderá ser acompanhada através da transmissão de vídeos e fotografias da obra nas plataformas de comunicação especialmente criadas para o efeito.

Fonte: CM

Publicações Relacionadas

Deixe um comentário