Covid-19: é isto que vai mudar em Portugal a partir de segunda-feira (e há exceções para os 18 concelhos da área metropolitana de Lisboa)

Terceira fase do desconfinamento arranca segunda-feira e afeta restaurantes, centros comerciais, ginásios, ATL e afins. Área metropolitana de Lisboa tem exceções devido ao facto de ser nesta região que se tem concentrado o maior número de novos casos de covid-19 em Portugal. Não há novidades sobre bares e discotecas no Continente mas os da Madeira podem abrir.

MEDIDAS ESPECÍFICAS PARA A ÁREA METROPOLITANA DE LISBOA

lista dos 18 concelhos da área metropolitana de Lisboa: Alcochete, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Lisboa, Loures, Mafra, Moita, Montijo, Odivelas, Oeiras, Palmela, Seixal, Sesimbra, Setúbal, Sintra, Vila Franca de Xira

1. Permanecem encerrados até 4 de junho: centros comerciais, lojas de cidadão e, por decisão camarária, lojas com mais de 400m2 e feiras. O Governo reavalia a 4 de junho se permite ou não a reabertura no dia seguinte na área metropolitana de Lisboa dos centros comerciais e lojas de cidadão;
2. Reforço da vigilância epidemiológica nas obras de construção civil e no trabalho temporário;
3. Planos de realojamento de emergência;
4. Ajuntamentos limitados a 10 pessoas;
5. Veículos privados de transporte de passageiros: lotação máxima de 2/3 dos passageiros, uso obrigatório de máscara.

TELETRABALHO

A partir de 1 de junho: teletrabalho desfasado e com equipas em espelho; obrigatório para imunodeprimidos e doentes crónicos, pessoas com deficiência (>60%), pais com filhos em casa.

LOJAS DO CIDADÃO

A partir de 1 de junho: funcionam por marcação prévia, uso de máscara é obrigatório.

COMÉRCIO E RESTAURAÇÃO

A partir de 1 de junho: lojas com área superior a 400m2 reabrem, tal como lojas e restaurantes inseridos em centros comerciais; fim da lotação máxima de 50% nos restaurantes, mantendo o distanciamento mínimo de 1,5 metros – mas só podem usar todo o espaço se recorrerem a barreiras de acrílico.

EDUCAÇÃO

A partir de 1 de junho: reabertura do pré-escolar.

CULTURA

A partir de 1 de junho: reabertura de Cinemas, teatros, salas de espetáculos e auditórios de acordo com as normas definidas pela DGS.

DESPORTO

A partir de 1 de junho: reabertura dos ginásios de acordo com as normas definidas pela DGS.

PRAIAS

A partir de 6 de junho: abertura da época balnear.

ATIVIDADES DE TEMPOS LIVRES

A partir de 15 de junho: reabertura de ATL não integrados em estabelecimentos escolares; final do ano letivo – atividades de apoio à família e de ocupação de tempos livres.

BARES E DISCOTECAS

A partir de 1 de junho: bares e discotecas na Madeira podem abrir até às 02h. Em Portugal Continental não há novidades e por isso continuam encerrados.

TURISMO

Turistas não precisam de fazer quarentena quando entrarem em Portugal.

REGRAS GERAIS

A partir de 30/31 de maio: cerimónias religiosas – celebrações comunitárias de acordo com regras definidas entre a DGS e as confissões religiosas

A partir de 1 de junho: ajuntamentos limitados a 20 pessoas (mais 10 que na área metropolitana de Lisboa)

Fontes: Expresso

Publicações Relacionadas

Deixe um comentário