Coronavírus. A situação internacional ao minuto

Portugal continental registou nas últimas 24 horas 26 novos casos suspeitos de coronavírus. Destes, 26 são de pessoas provenientes do norte de Itália e um outro proveniente do Japão. Do total de 51 casos suspeitos até agora registados, 36 tiveram resultado negativo. Nos Açores, surgiu a primeira suspeita de infeção. Seguimos aqui a propagação do Covid-19 à escala global.

9h13 – Coreia do Sul com 571 novos casos em 24 horas

As autoridades sanitárias da Coreia do Sul registaram 571 novos casos de infeção pelo novo coronavírus em 24 horas, elevando para 2337 o número de casos naquele país asiático.

A cidade de Daegu, no sudeste da Coreia do Sul, e as áreas adjacentes foram a origem da maioria das novas infeções.

As autoridades estão a implementar medidas de saúde pública para conter o surto na área de Daegu. Contudo, o aumento gradual de casos em outros lugares está a alimentar receiros de que as autoridades estejam a perder o controlo sobre a propagação.

9h03 – Número de infeções em Espanha sobe para 24

Foi conhecido esta manhã o primeiro caso de Covid-19 em Aragão. Trata-se de uma mulher de 27 anos que esteve recentemente em Itália.

8h53 – easyJet refere-se ao caso português

A easyJet afirma que, por agora, os voos da companhia entre Portugal e Itália não estão afetados e que está a acompanhar o evoluir da situação no norte de Itália, onde o Covid-19 já matou 14 pessoas e infetou pelo menos 400.

8h36 – Como funciona a admissão de casos suspeitos no Curry Cabral

Desde que o surto de coronavírus começou em Itália, os casos suspeitos que chegam a Portugal quadruplicaram.

8h33 – Coronavírus atinge praças bolsistas

Os mercados asiáticos caíram ainda mais esta sexta-feira, empurrados pelos receios do coronavírus. Isto depois de Wall Street ter encaixado a maior quebra num único dia nds últimos nove anos.

A bolsa de Tóquio começou por cair mais de três por cento e Xangai, Hong Kong e Seul caíram mais de dois por cento. Os preços do petróleo caíram ainda mais com as expetativas de quebra na procura por parte da atividade industrial.

O Nikkei 225 de Tóquio caiu para 26.157,36, enquanto o Shanghai Composite Exchange perdeu 2,9 por cento, para os 2.904,92 pontos. O Hang Seng de Hong Kong perdeu 2,3 por cento, para 26.157,36.

O Kospi de Seul caiu 2,2 por cento, para 2.007,89 pontos, e o S & P-ASX 200 de Sydney caiu 2,3 por cento, para 6.502,6. Os mercados da Nova Zelândia e do Sudeste Asiático também regrediram.

Em Wall Street, o índice S&P 500 de referência caiu 12 por cento face ao máximo histórico de há uma semana.

8h19 – EasyJet vai cancelar voos de e para Itália

A transportadora aérea low-cost easyJet vai cancelar alguns voos de e para Itália por causa dos casos do novo coronavírus detetados naquele país.

Em nota emitida esta sexta-feira, a easyJet afirma ter observado um abrandamento na procura e na taxa de ocupação dos voos para as bases no norte de Itália, onde o surto de Covid-19 já matou 14 pessoas e infetou pelo menos 400.

Tendo em vista diminuir o impacto do coronavírus nas contas da companhia, a easyJet adianta estar empenhada numa “gestão de eficiência operacional e de controlo de custos em diversas áreas do negócio”. O que passa por cortes nas áreas administrativas, congelamento do recrutamento, promoções e aumentos salariais, oferta de licenças não remuneradas e interrupção de formações não obrigatórias e a realocação de aviões para o verão de 2020.

“Estamos também a registar um abrandamento na procura nos restantes mercados europeus onde operamos. Como resultado, iremos cancelar alguns voos, principalmente os que entram e saem de Itália, enquanto continuaremos a monitorizar a situação, adaptando o nosso plano de voos para corresponder à procura do mercado”, asinala a companhia.

“A easyJet está a trabalhar em estreita colaboração com as autoridades e a seguir as diretrizes fornecidas pela Organização Mundial da Saúde e pela Agência Europeia para a Segurança da Aviação para garantir a saúde e o bem-estar dos nossos colaboradores e clientes”, acrescenta.

8h12 – Ponto de situação

Os dados são da Direção-Geral da Saúde: do total de 52 casos suspeitos que se registaram até agora, 36 tiveram resultado negativo. Há 16 à espera de resultados.

“Tendo em conta a situação epidemiológica mundial, é necessário considerar a hipótese da importação de casos de doença de cidadãos provenientes da China ou de outras áreas com transmissão comunitáriaativa. De acordo com a informação atual,o risco para a saúde pública em Portugal é considerado moderadoa elevado”, lê-se no último boletim informativo ontem publicado pela Direção-Geral da Saúde.

Números internacionais

A China confirma as mortes de 44 pessoas vítimas de coronavírus nas últimas 24 horas. Há também mais 327 casos de infeção confirmados. A nível global, são mais de 2850 mortes e mais de 83 mil infetados.

A Nigéria anunciou o primeiro caso de infeção, ou seja, todos as regiões do mundo contam agora com infeções pelo vírus.

Na Europa, a Itália continua a ser o país mais afetado, com 17 mortos e 650 casos confirmados de infeção, e em Espanha os números estão também a aumentar.

A Lituânia confirmou o primeiro caso de infeção, informação divulgada esta madrugada pelo Governo.

Também a Nova Zelândia anunciou o primeiro caso.

Fontes: rtp

Publicações Relacionadas

Deixe um comentário