Parolos Maximus

Miguel Correia Cronista PAROLOS MAXIMUS   Utilizar o nome “Conan” (sendo que a última consoante não se lê) é sinónimo de coragem. Adicionar o apelido “Osíris” – cuja história é bastante macabra (procurem na Internet, não custa nada!) – torna-se ainda mais ousado! Este artista é candidato (e favorito na bolsa de apostas) para representar o nosso país no próximo Festival da Canção. Sabendo que, no último concurso, arrecadamos um honroso último lugar, arrisco dizer que estou optimista para esta edição. Os fãs mais acérrimos divulgaram o trabalho e, num…

Leia Mais

A Morte do Crowdfunding

Miguel Correia Cronista A MORTE DO CROWDFUNDING   Corria o ano de 2014 quando descobri este enorme palavrão estrangeiro. Na altura o conhecido humorista Nuno Markl tentava obter financiamento para um filme que se propunha realizar. Um terrível choque com a verdade deste país e da maneira como se encara a cultura: as pessoas aceitam os preços pornográficos dos jogos de futebol e respectivo merchandising, mas recusam pagar dez euros por um livro, filme ou álbum musical. Os grupos editoriais funcionam como clubes privados, para os mesmos, os do costume.…

Leia Mais

INSCRIÇÕES ABERTAS

Miguel Correia Cronista INSCRIÇÕES ABERTAS   Se gostam de promessas, ter uma cerimónia de abertura é quase tão importante como assistir à inauguração da primeira pedra. Estar perante os ilustres membros do governo, com um trapinho digno, para marcar a presença e registar o momento. Bem, a ideia é mesmo essa…   O Partido Socialista chocou a opinião pública com sucessivos anúncios de investimentos e obras públicas a efectuar. Fosse eu um qualquer cidadão de outro país e teria, certamente, ficado com a ideia que o Euro milhões tinha saído…

Leia Mais

JE SUIS PEDROGÃO!

Miguel Correia Cronista JE SUIS PEDROGÃO!   A reportagem especial da Tvi fez o favor de expor o principal sintoma da doença que afecta o nosso sistema governativo. O mesmo que muitos iluminados e ilustres chamam de democracia, mas um pouco diferente do que realmente deveria ser. Trata-se de um regime governativo que, durante estas últimas quatro décadas, tem vindo a sofrer algumas (pequenas) alterações. Curiosamente – e como não temos um Robin dos Bosques Tuga – as benesses vão sempre para os mesmos: os do costume! O povo (ou…

Leia Mais

ENTRE SANTOS E PECADORES

Miguel Correia Cronista ENTRE SANTOS E PECADORES   As agências de viagem preparam os destaques para as férias dos mais endinheirados. O ano que começou (apesar do mês de Janeiro parecer infinito) marca uma nova tendência na oferta dos destinos. Depois da procura pelos locais de turismo exótico, histórico e mórbido surge uma nova demanda por focos de agitação local. E, como tal, os operadores turísticos querem enviar os seus clientes, com malas e bagagem, para o município mais falado na última semana: Loures!   Os folhetos têm pouca informação…

Leia Mais

UM BOM SAMARITANO

Miguel Correia cronista UM BOM SAMARITANO   As repórteres do serviço local noticioso – entenda-se as alcoviteiras do bairro – fizeram espalhar a notícia do infortúnio do Ti Alves. Figura típica local, já de idade avançada, que sofreu um ataque cardíaco fulminante. O pobre e envelhecido coração, apesar dos tremeliques, aguentou o impacto. O corpo sofreu algumas mazelas ao nível da locomoção e fala. Cresci com a sabedoria e vitalidade deste indivíduo que agora se arrasta, esquecido e abandonado, numa casa demasiado grande. Os vizinhos comentam a crueldade dos familiares…

Leia Mais

OLHA O GAJO NA TELEVISÃO!

Miguel Correia Cronista OLHA O GAJO NA TELEVISÃO!   Os serviços noticiosos de Terras Tugas tornaram visível uma dura realidade que muitos fazem de conta não conhecer. Um local esquecido e ignorado durante quarenta anos: o Bairro da Jamaica. Urbanização com aspecto desolador, com tijolos à vista e condições de habitabilidade reduzidas ao mínimo. A canalização (e outros serviços de manutenção) está a cargo de um morador que “tem jeito” para a construção civil. Os cafés não precisam de nome e há cabeleireiro uma vez por semana. O grito de…

Leia Mais

É PRECISO VER, VER!

Miguel Correia cronista É PRECISO VER, VER!   Qualquer Tuga que se preze não renega a influência do futebol na sua educação. Até porque, em muitos casos, a preferência clubística foi imposta desde o berço: aprenderam a pronunciar o nome de um dos três grandes, mesmo antes de conseguirem dizer mamã ou papá. Não tendo escolas de futebol, a minha geração teve como objectivo integrar o plantel da equipa local e, mesmo que tivesse dois pés de chumbo (claramente, eu!) não se livrava de comparecer no dia das captações, onde…

Leia Mais

TRISTE SINA, SER TUGA

Miguel Correia Cronista TRISTE SINA, SER TUGA   Os mais eruditos – que tiveram a oportunidade de ler outra coisa para além dos jornais desportivos – conhecem a “Geração de 70” (século XIX), composta por Antero de Quental, Eça de Queirós e Ramalho Ortigão. Os seus textos mostravam a angústia de pertencer a uma pátria que, acima de tudo, não se dava ao respeito. Porque isto de um Tuga se armar em pobre, pelintra, chico-esperto e politiqueiro inculto traduz-se numa única expressão: falta de respeito por si próprio! E basta…

Leia Mais

QUANDO O TELEFONE TOCA…

Miguel Correia cronista QUANDO O TELEFONE TOCA…   A guerra de audiências foi sempre uma constante entre os dois canais privados. À programação mais rebelde do canal de Carnaxide (Sic) – saudades dos programas nocturnos das raparigas com pouca roupa – contrapunha-se uma programação de carácter mais religioso pelo canal de Queluz de Baixo (Tvi). O profano ou o sagrado à distância de um clique no controle remoto… ou levantar o rabo, se a televisão fosse velha! Os anos passaram e, com eles, reflectiram-se muitas mudanças nas respectivas grelhas de…

Leia Mais