João Leão confiante em “forte recuperação da economia em 2021”

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, considera que as notícias sobre as vacinas permitem antecipar uma “evolução favorável” da economia no próximo ano e deixa uma mensagem de confiança perspetivando uma “forte recuperação” em 2021.  “O surgimento com sucesso das vacinas para a Covid-19, permite antecipar uma evolução favorável da pandemia ao longo do próximo ano, o que cria as condições para uma forte recuperação da economia em 2021. Já conseguimos ver a luz ao fundo do túnel, mas ainda o temos de atravessar”, lembra o ministro das…

Leia Mais

Neve e agitação marítima colocam 11 distritos sob aviso amarelo

De acordo com o IPMA, estão sob aviso amarelo (o menos grave) até às 9h de hoje por causa da agitação marítima os distritos de Viana do Castelo, Porto, Lisboa, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga, onde as ondas serão de noroeste e podem chegar aos cinco metros. Já os avisos amarelos por causa da queda de neve prolongam-se até às 12h de quinta-feira e vigoram nos distritos de Bragança, Guarda, Vila Real, Viana do Castelo, Castelo Branco e Braga. Segundo o IPMA, a neve deve cair acima da cota dos…

Leia Mais

Portugal vai receber mais dois milhões de doses da vacina Pfizer

Portugal vai receber mais cerca de dois milhões de doses da vacina da Pfizer contra a Covid-19 além do que estava previsto, revela esta terça-feira a Antena 1 após apurar a informação junto do Ministério da Saúde, depois de ontem a União Europeia ter anunciado a compra de mais 100 milhões de doses deste fármaco. Estes dois milhões de doses são, assim, a parte que pertence ao nosso país após a nova aquisição da UE. “Decidimos comprar mais 100 milhões de doses da vacina BioNTech /Pfizer, que já está a ser utilizada para…

Leia Mais

Fecho da refinaria de Matosinhos é “irreversível”

Numa intervenção por “Zoom”, esta terça-feira, na reunião da Câmara de Matosinhos, José Carlos Silva, vogal do conselho de administração da Galp, reafirmou que a refinaria de Matosinhos vai mesmo encerrar. “É um caminho irreversível, que a pandemia acentuou.” “Foram realizados estudos. Esses estudos não ultrapassaram os constrangimentos. Não há racionalidade económica, nem estratégia para a continuidade da refinação em Matosinhos”, sustentou. Relativamente ao futuro, afirmou que “qualquer uso a dar ao espaço”, em Leça de Palmeira, “será de base industrial”. Para os “401 trabalhadores” da refinaria, José Carlos Silva…

Leia Mais